quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Pão azul de jenipapo com flores de lavanda

Antes de fazer esta receita, você precisa saber o que é o leite azul e o jeito de fazer está explicado aqui neste post sobre jenipapo verde.  E se você ainda não tem um fermento natural pra chamar de seu, eu ensino a fazer do zero aqui.  Só lembrando que a quantidade de jenipapo usada é muito pequena e por isto o sabor natural do pão não é alterado. É só mesmo a cor.  Qual a vantagem? Nenhuma. É pura diversão. 

Corte antes de levar ao forno. Se quiser, use um estencil e polvilhe farinha 
Pão azul de jenipapo

200 g de levain reformado e borbulhante
300 ml de água + 50 ml de leite azul bem forte (dependendo da farinha usada, pode precisar de mais água - eu uso a Paullinia orgânica, que pede mais água que isto
½ colher (sopa) ou 10 g de sal
500 g de farinha branca 
4 flores de lavanda fresca debulhada 

Dilua o levain com a água com o leite. Junte a farinha de trigo de uma só vez e vá acrescentando mais água se for preciso para fazer uma massa homogênea e um pouco pegajosa. No final, junte as flores de lavanda. 
Passe para uma vasilha limpa untada com óleo, feche e espere de 15 a 30 minutos. 
Faça dobras na massa, espichando e dobrando para cima como se fosse um embrulho.  Espere meia hora.  
Repita as dobras. Cubra e espere de 15 a 30 min. 
Repita as dobras. Cubra e espere de 15 a 30 min.  Modele e coloque numa cestinha com pano enfarinhado. Cubra com plástico e espere crescer por cerca de 2 horas ou até que ao enfiar o dedo a massa retorne rapidamente à posição inicial.
Preaqueça o forno a 250 ºC (e, dentro dele, uma panela de ferro / barro e sua tampa)
Coloque a massa na panela (só enfarinhada), tampe e deixe assar por 20 minutos.
Destampe, abaixe a temperatura para 230ºC e deixe assar mais 20 ou 30 minutos.
Desenforme, deixe esfriar totalmente numa grade e fatie só depois de frio. 


Nhac! 

4 comentários:

Alessandra Mandetta disse...

Lindo de comer!

Anônimo disse...

Olá Neide,que bom saber que exite pessoas assim como vc,adorei te conhecer,conhecido pela TV, no programa da bela gil. Bem temos muitas coisas em comum,a principal é que amo (exageradamente) as plantas, a segunda e por aí vai, é a maneira de viver,a comida e etc.... Vou tentar se breve, adoro pães, gostaria muito de fazê-los, porém não tenho experiência para as dosagens, pois minha família é pequena,eu,meu marido e minha cadelinha, todas as receitas dão muitos pães e fico com eles rolando em casa, pois tbm não posso come-los em exagero, meu marido tbm é diabético. Gostaria de saber se tem uma massa de pão ou de pizza com menos carboidratos e como faço para dosar essa quantidade? Se tiver essas informações em livro,gostaria que me indicasse, pois sou adepta a leitura, uso a internet a meu favor, mas prefiro os cadernos de receitas,e onde tenho sítio a internet é lenta. Gostaria tbm do nome da erva que vc usou no refogado do inhoque de taioba. Desde já agradeço muito, bjokas saúde e muita paz

Anônimo disse...

Desculpe meu texto saiu anônimo.Meu nome é Nilcecostta@Gmail.com

Alex disse...

Bom dia!! Tudo bem?
Adorei a receita , só fiquei com uma dúvida... Sobre o leite azul... O que seria não encontrei a.respeito obrigado e parabéns pelo blog